Arquivo | Abril, 2011

Coco Mademoiselle 2011

29 Abr

I love the new Chanel advertise – Coco Mademoiselle – with Keira Knightley! Power to Women!! Take a look:

Anúncios

30

29 Abr

30 anos… parece mentira que tenham chegado. Ainda “ontem” andava aos pulos a fazer o pino, rodas e cambalhotas por casa dos meus pais, a jogar ao elástico ou a saltar à corda com as minhas amiguinhas depois das aulas ou a jogar ao berlinde na rua com os rapazes… O tempo voa! Quando paramos para “olhar” para a vida já passaram anos, já se passou o secundário ou uma licenciatura inteira e geralmente quando queremos recordar alguma história do passado fazemos as contas e já foi há + de 10 anos atrás (pelo menos!).

Não gostava de voltar atrás e ter agora esta ou aquela idade. Não gostei mais dos meus 18 anos do que gosto dos meus 30, foram diferentes, cada idade tem os seus momentos especiais, as suas dores e as suas alegrias e para mim a vida faz-se é caminhando para a frente. Mas não deixo de sentir um arrepio na espinha quando vejo a velocidade a que tudo gira, por vezes é assustador e dá um pequeno medo que se sente bem fundo cá dentro, mais propriamente na alma do que em qualquer parte do corpo, quando nos apercebemos que na verdade não somos imortais e que os anos passam por nós tal como passam pelos nossos pais, pelos nossos avós e em todos os estranhos que vemos mais velhos, para quem olhamos durante muito tempo de forma pretensiosa, altiva, arrogante até, com a nossa juventude radiante a brilhar-nos nos olhos, sem pensarmos que algum dia vamos ser nós do outro lado vistos pelos olhos de uma criança, adolescente ou qualquer jovem radiante com a sua pretensão de imortal.

É engraçada a vida. É um somatório de ciclos, de aprendizagens, de vivências que se repetem por vários seres, porque mesmo diferentes entre nós somos na verdade muito parecidos. Somos todos humanos, somos todos imperfeitos, nascemos todos a partir do mesmo milagre e por cá caminhamos cada um com as suas histórias e buscas pessoais, tentando acima de tudo ser feliz, cada um à sua maneira.

Nota – Parece que esta noite vão chover as mil águas que não chuveram, como habitual, durante todo o Abril!

X-Wife Rocks!

22 Abr

Finalmente uma banda de música portuguesa tem um website à séria!

O som já era brutal e agora os X-Wife têm também uma nova “cara” para mostrar ao mundo que realmente os representa de forma digna, profissional, actual, criativa e muito cool. X-Wife Rocks 🙂

Aqui ficam algumas imagens* do novo website mas não deixem de o visitar porque nem só de imagens vive o site, aliás, vive sobretudo de música, memórias, palavras e sensações únicas para quem por lá passa. Não revelo mais… conheçam.

www.x-wife.net

Design: OVA | David Carvalho (my love… the best webdesigner of  all! :))
* Imagens David Carvalho in Behance Network Portfolio

Herdade do Sobroso ganha Prémio de turismo

18 Abr
A Herdade do Sobroso, da qual já falei em posts anteriores, foi reconhecida com o 1º Prémio de Melhor Turismo Rural Alentejo 2011 atribuído pela Entidade Regional Turismo do Alentejo (que controla e promove o Turismo do Alentejo).
Eu assino por baixo, é sem dúvida o local que até hoje mais gostei de todas as minhas escapadinhas pelo Alentejo! O local mais completo, reunindo um óptimo alojamento, um espaço fantástico, acolhedor, circundada por vinhas de perder de vista que transmitem uma calma extraordinária (e nos presenteiam com os belos vinhos ali produzidos), com uma restauração divinal e para dar o toque final, ou o toque principal, a simpatia com que somos acolhidos por todos, pelos donos e todo o pessoal.
Para quem ainda não conhece podem aproveitar a promoção que a revista Happy Woman está a fazer este mês de Abril com uma percentagem de desconto no alojamento e restauração para duas noites, que vale sempre a pena.
Parabéns e até breve, que em Maio temos já um fim-de-semana marcado!

Nota – Deixo aqui o link para o post que escrevi anteriormente sobre a Herdade. 

Peso a mais nunca mais – revolução

16 Abr

Bem, a história do “fui mãe há pouco tempo” está a começar a ficar desgastada como argumento para a permanência do excesso de peso. Pois é… parece que vou ter de começar a mexer-me e pôr fim às gordurinhas que se acumularam em 9 meses de gravidez e mais 3 meses de baixa de parto (acho que esta última parte tem sido pior ainda!). Vou tentar contradizer o que disse no post anterior sobre os “Planos” e vou iniciar o meu plano de combate: “peso a mais nunca mais!”, é assim que se vai intitular a minha árdua batalha.

Como estou ainda a amamentar não me posso pôr em dietas loucas mas há tanta coisa que se pode substituir por alimentos saudáveis – bolinhos, bolachinhas, e outros que tais ao lanche (e ao pequeno-almoço!) por peças de fruta e iogurtes naturais; refrigerantes às refeições por água, entre outras maravilhas – que não custam muito e chegam a fazer verdadeiros milagres! Aliado a estas pequenas privações tem OBRIGATORIAMENTE de se juntar o exercício físico! Afinal porquê ter pedido (e recebido) uma Wii fit pelo Natal?! Para quê morar ao pé da praia, em frente a uma mata e quase ao lado de um ginásio…?!

Acabou-se a preguiça, toca a mexer este rabo e tudo o resto que tem gorduras que jamais deveriam ter-se instalado de “armas e bagagens”. Vou começar com um objectivo, penso eu, realista: 2 kgs até ao final de Abril… 1 kg por semana, não me parece mau. Vamos a isto!

Nota – Obrigada a quem inventou as máquinas fotográficas/ fotografias (bastante mais eficazes que os espelhos cá de casa) para podermos constatar o nosso real reflexo e permitir, ainda, comparar com reflexos do passado em que a nossa sombra era bem menor!

Voltas trocadas

16 Abr

Sempre tive para mim que não vale a pena fazer grandes planos na vida porque na maioria das vezes ou nos saiem furados ou nos colocam uma pressão tão grande que nos trocam o gozo do caminho pela ansiedade das metas. Ora quando surgem crianças no meio disto é que não há mesmo planeamento que resulte pois à última da hora lá nos trocam as voltas todas. Nem que seja por decidirem sujar a fralda mesmo mesmo antes de se sair de casa impedindo-nos de chegar a horas a um qualquer compromisso. Pois hoje as minhas voltas ficaram todas trocadas e eu muito triste da vida tive de faltar ao casamento de uma das minhas melhores amigas. Fui lá dizer-lhe pessoalmente que o meu pequeno estava pela primeira vez, na sua pequena vida até ao momento, doentinho e que não podia deixá-lo o dia todo, mas fiquei tão triste… é uma das datas mais importantes da vida e, para mim, faltar à comemoração do dia da minha amiga foi para mim, e sei que para ela também, uma tristeza profunda! (desculpa minha lindaaaaaaaaaaaa!!) Mas enfim… o meu filhote precisava dos mimos e do colinho da mãe e a sua mãe precisava de estar ao lado dele para garantir que nada demais se passava. Lá fiquei eu de coração partido mas de espada empunhada em casa para que nenhum vírus ousasse tentar invadir o frágil corpinho do meu filhote. É a vida! Outros momentos existirão para celebrar a felicidade e se tudo correr bem o filhote vai melhorar rapidinho.

Amesterdão

15 Abr

Num programa de televisão, no TVI 24 se não me engano, vi há umas semanas um programa sobre turismo em Amesterdão. Ao contrário de muitas pessoas, eu não tinha grande curiosidade em conhecer a cidade (ignorância minha provavelmente) mas mudei totalmente de ideias. No programa mostraram diversos locais nos arredores de Amesterdão que estão a ganhar uma nova vida e a tornar-se lugares de verdadeiro culto para os holandeses e para quem os visita. Assim, descobri que não só os holandeses têm um extremo bom gosto, tendo em conta que muitos dos designers internacionais cujas peças idolatramos são holandeses, como são dotados da fantástica capacidade de recuperar o antigo misturando com mobiliário e peças de decoração do mais moderno que existe numa harmonia e, como já referi, bom-gosto inegualáveis. Fiquei fã, cheia de vontade de conhecer Amesterdão, e principalmente com a ansiedade de poder viver um pouco daquele espírito artístico e de vanguarda de que a cidade parece transbordar.

Houve um local que me ficou registado na mente, um local chamado “Lute”. Uma espécie de hotel, se bem que muito diferente da típica hotelaria a que estamos habituados, situado numa antiga fábrica de 1720 totalmente recuperada. As suites são pequenas casas individuais, em que cada uma tem uma decoração ultra moderna, repleta de pormenores de design e de arquitectura com muitas doses de criatividade pelas mãos de Marcel Wanders, o designer holandês da marca Moooi, entre muitos outros feitos que o caracterizam. Fica numa aldeia à beira rio nos arredores de Amesterdão e o dono é um chef também de renome, Peter Lute, para completar aquela que deve ser uma das mais agradáveis estadias que se pode ter – bom gosto, criatividade e, de certeza, boa comida. Aqui ficam algumas fotos para representar o que tento revelar em palavras… e visitem o site para ver mais fotos pois tem tudo um aspecto tão especial que é difiícil escolher.

www.lutesuites.nl